O HipHopWeb foi um site dedicado à divulgação e partilha de conteúdos relacionados com a cultura Hip Hop em Portugal, on-line de 2002 a 2021.

Origens

No final dos anos 90 e início dos anos 2000, Red Fox (José Marques) era conhecido como o "paparazzo" das festas de Hip Hop no Porto, marcando presença assídua nos eventos que iam acontecendo na zona da Invicta e alguns em Lisboa. Munido da sua câmara fotográfica (à altura ainda analógica), documentava tanto o que acontecia no palco como o que se passava na assistência. Revelava, digitalizava e organizava essas fotografias com a ajuda do amigo Esko (Ricardo Almeida), que conhecera nos últimos anos da década de 90 e que nutria da mesma paixão pela cultura Hip Hop que começava em Portugal a entrar na sua época dourada.

Red Fox vem depois a tornar estas imagens disponíveis num site a que deu o nome de 4 Elementos, numa referência às quatro vertentes (MCing, DJing, breakdance e graffiti) da cultura. Para além das fotografias de eventos de Hip Hop, o 4 Elementos tinha também informação sobre a história do movimento desde as suas origens no Bronx e algumas ligações para os outros sites associados ao Hip Hop que já existiam na altura.

O Norte Aerosol era um site da mesma altura, exclusivamente dedicado à vertente do graffiti, e continha fotografias de paredes pintadas no Porto e arredores. As imagens eram captadas pelo Kesh (André Bernardino), que percorria os locais mais concorridos e míticos do Grande Porto dessa época. Todo esse conteúdo foi reunido e organizado pelo Ricardo para divulgar on-line num site actualizado à medida que eram adicionadas novas fotografias de graffiti à extensa colecção.

Na génese do que mais tarde viria a ser o HipHopWeb estiveram os projectos seminais 4 Elementos e o Norte Aerosol. Cedo se percebeu que os dois se complementavam e surgiu a ideia de unir esforços e fundir os dois projectos num só, mais completo e de carácter generalista, que englobasse e divulgasse as diferentes formas de expressão do movimento Hip Hop em Portugal.

Apresentação e recepção

O HipHopWeb é apresentado a 12 de Maio de 2002, inicialmente no endereço www.hiphop.web.pt e, mais tarde, no definitivo www.hiphopweb.org.

Em Outubro do mesmo ano foi apresentado pelo José Mariño no programa Curto Circuito da SIC Radical. No ano seguinte a equipa é convidada para um especial sobre Hip Hop no programa XPTO do canal NTV. É ainda apresentado no programa Nação Hip Hop da Antena 3 e nas revistas Enne Magazine, Hip Hop Nation e Cyber Guia.

Conteúdos

Podiam ser consultadas no HipHopWeb notícias nacionais e internacionais; agenda de eventos em todo o território nacional; reportagens escritas e galerias de fotografias de eventos (desde concertos e festivais a jams de graffiti, concursos e campeonatos de DJing ou de breakdance) e de trabalhos de graffiti; críticas de discos; entrevistas a artistas convidados; conteúdos de video, tanto de produção própria como de colaborações; downloads (álbuns, EPs, singles e maquetes); passatempos com ofertas de discos, merchandising ou bilhetes para concertos, oferecidos pelos parceiros do HipHopWeb; e um directório de contactos e ligações para sites de artistas, bandas, bares, salas de espectáculos, lojas, editoras, promotoras e outros sites dedicados à cultura.

Os conteúdos do site eram no início essencialmente produzidos pela pequena equipa de fundadores, o que se reflectia de forma evidente na quantidade considerável de material do Porto e arredores, de onde são oriundos. Pretendia-se no entanto que no HipHopWeb estivessem também representadas outras coordenadas do país. Com esse intuito, cedo foi aberta e incitada a contribuição dos visitantes do site, que faziam chegar por e-mail à consideração da equipa conteúdos desde fotografias de eventos e de graffiti de todo o país, a notícias, informação para a agenda ou conteúdos de áudio e vídeo para divulgação no HipHopWeb.

Em 2011 o site é totalmente reprogramado e redesenhado e a equipa é alargada à participação regular de colaboradores de várias zonas do país, nomeadamente de Lisboa, Porto, Braga, Évora, Algarve e Margem Sul. Ahab’s, Ana Arreliada, André Guerreiro, Anna Lavrenko, Capitão Robi, Carina Teixeira, Hugo Correia, Inês Torres, Íris Correia, José Barbosa, Marta Ferreira, Miguel Oliveira, Milene Sofia, Mo Probz, Mr. B (FreeMind), Nuno Kyote, Ricardo Amoreira, Sílvia Cruz e Teresa Lança são alguns dos colaboradores cujo trabalho ao longo dos anos manteve o HipHopWeb com conteúdo actualizado.

Parcerias e projectos paralelos

Os Prémios HipHopWeb contavam com a votação de um júri seleccionado de personalidades ligadas às várias vertentes da cultura. Anualmente eram escolhidos os vencedores em categorias como: Melhor Álbum, Melhor B-Boy, Melhor DJ, Melhor Evento, Melhor MC, Melhor Produtor, Revelação do Ano, Melhor Videoclipe e Melhor Writer/Graffiter.

O HipHopWeb foi media partner de diversos eventos, com destaque para o EuroBattle (campeonato de breakdance), o IDA (campeonato nacional de DJs), Batalha pelo Conhecimento, Writers' Delight Night (jam de graffiti) e SerHumano — Hip Hop por uma Causa (festival solidário), entre muitos outros.

Em paralelo com o HipHopWeb, os seus fundadores estiveram associados a outros projectos ligados ao movimento. O Fox foi colaborador habitual das revistas Hip Hop Nation e IV Street. Já o Ricardo teve no Centro Comercial Cedofeita (Porto) uma loja de discos de Hip Hop, roupa streetwear e produtos para a prática de graffiti.

Merece ainda menção o canal de IRC associado ao site. Numa época em que ainda não existiam redes sociais, o vulgarmente chamado “mIRC” era a plataforma de eleição para comunicar com conhecidos e desconhecidos na internet. O canal #HipHopWeb (PTnet) foi bastante popular à altura entre os seguidores do movimento. Esta comunidade proporcionou inúmeras discussões e partilha de conhecimento sobre os temas da cultura Hip Hop e muitas amizades tiveram lá o seu início.

Fim

Após um longo período de inactividade, os fundadores Red Fox e Ricardo Almeida decidem pôr termo ao projecto criado em 2002 com a missão de informação e difusão de conteúdos sobre o movimento Hip Hop em Portugal, deixando um agradecimento a todos os que acompanharam e colaboraram com o HipHopWeb ano longo destes 19 anos. Continuaremos contactáveis através das redes sociais, que vão manter-se activas, ainda que sem promessa de actualização, sob a gestão do Red Fox.