À conversa com El Puto Coke

A sua primeira aparição pública foi numa compilação da revista “Bam Bam” com a música "Kuando piso", que lhe deu o título de artista revelação galego em 1998. Tendo varias colaborações com vários artistas Portugueses. O entrevistado é El Puto Coke, MC, produtor e a maior referência do rap na Galiza.

 

 

HipHopWeb: Em 1996 apresentaste a EP "Viajando por la P",o teu primeiro trabalho mas desde então tens crescido de forma crucial nesta cultura,o que te atraí ao rap ao longo destes 16 anos?

EL Puto Coke: Eu gosto e sinto a musica em geral, mas o rap é algo que desde que o descubrí senti que era o meio para  me expressar que mais se adaptava à minha personalidade coma pessoa e artista, pela sua franqueza e força na hora de dizer as coisas, ademais, com Rap musicalmente podes seguir o contacto com outros estilos musicais através dos samples, para mim é o mais completo.

HHW: És um dos maiores promotores de Hip-Hop na Galiza, como tem sido essa missão?
EL Puto Coke: Houve bons momentos e outros mais dificieis, nos dias de hoje não estou especialmente contente em geral com os artistas galegos que ajudei a lançar pois parece costume que uma vez a coisa lhes sai bem esquecem se de a quem devem, e por iso mesmo e que agora vou olhar mais pra o meu lado, como MC e os meus trabalhos pessoais ate que volte a colher ilusão ou não, o tempo dirá...

HHW: Fundaste a tua própria produtora "Licor Kafé" em 2007 qual tem sido o resultado conseguido nesta iniciativa?
EL Puto Coke: O dito, trabalhei de mais para recolher de menos, mais o público poderá desfrutar de todas as grandes músicas que daí saíram,  actualmente já não se dedica a lançar as carreiras de novos valores como é que era a sua missão inicial  agora só trabalho os meus próprios projectos e alguma colaboração com terceiros.

HHW: Da tua discografia, qual o trabalho que mais destacas?
EL Puto Coke: Para mim todos têm algo especial, ademais cada um penso que é bem diferente do outro, é mesmo difícil para mim avaliar isso, pois tenho álbuns densos, frescos, hardcore e calmos seguem o momento da vida pelo que passava, e sempre dei 100% em cada momento, penso sim que a cada álbum fui melhorando, então supostamente o mais trabalhado foi o último.

HHW: Divides a tua carreia entre MC e produtor, sentes que o facto de explorares estas duas vertentes te dá mais liberdade no panorama do rap?
EL Puto Coke: Sim, penso que um MC produtor tem uma visão mais profunda do Rap, eu noto isso ao escutar outros artistas do mesmo género, e de feito, são os que mais admiro.

HHW: Colaboraste com os MCs portugueses Mundo e Ex-Peão dos Dealema, podemos esperar mais trabalho por parte dos Império Norte?
El Puto Coke: Acho que não com essa mesma formação mas é possível que no futuro ocorram novas colaborações com eles e com outros artistas do panorama português, que tanto respeito e desfruto.

HHW: Sentes-te bem recebido pelo público português?
El Puto Coke: Sim, o público português sabe da minha devoção pelo Hip Hop tuga e pela cultura do país e a união galaico-portuguesa que temos já histórica e que continuo a representar, não é a primeira vez que em Espanha como em Portugal pergunta-me se e que tenho família em Portugal ou algo assim... como te digo, o público percebe isso e sempre fui recebido como um irmão.

HHW: Como foi 2012 para El Puto Coke?
El Puto Coke: Fodido e o mesmo tempo positivo, pois creio que aprendi da vida o que não aprendido em anos, e agora sinto-me mais forte que nunca pra enfrentar tudo.

HHW: E o que podemos esperar da tua parte para 2013?
EL Puto Coke: Como MC músicas soltas, videoclips soltos, colaborações, muitas líricas pessoais, e se calhar, alguns trabalhos como produtor com diferentes artistas.

HHW: Com quem mais te orgulhas de ter partilhado o palco?
EL Puto Coke: Com Payo Malo, Seila Esencia, Mind Da Gap  por exemplo.

HHW: Com quem gostarias de gravar um som no futuro?
EL Puto Coke: Com artistas de Flamenco, é o que mais me interessa actualmente, no âmbito Hip Hop há tantos artistas que admiro e com quem gostaria de trabalhar que para dizer alguns diria-te Erick Sermon ou Dj Premier.

HHW: Além de MC e produtor, tens um gosto pela arte em geral, já colaboraste com artistas como Nano 4814, o Espaun 256 e com os fotógrafos Víctor Lagone o Javier Díaz como se manifesta este teu interesse pela arte?
El Puto Coke: Antes de dedicar-me à música fui writer e sempre lhe guardei um amor especial, mais, eu valorizo toda o arte ao mesmo nível, os músicos às vezes são mais "stars" mas para mim é o mesmo que te expresses com uma guitarra com um pincel um spray uma dança ou o que seja e me transmita algo potente aos sentidos. O meu último trabalho foi desenhado pelo grande artista português André Henriques do Studium.pt

HHW: Como avalias a situação do rap actualmente?
EL Puto Coke: Penso que há mais nível técnico e musical que nunca, e grandes talentos, mais sinto a  falta de essência e originalidade ao mesmo tempo.

HHW: Que projectos destacas de 2012?
EL Puto Coke: Penso que Asap Rocky foi um dos projectos mais fortes do ano.

HHW: Top 5 das músicas que andam a rocar no teu MP3.
EL Puto Coke : La Tarara "Camarón de la Isla", Todo tiene su final - "Hector Lavoe",  Try a Little Tenderness - "Otis Redding" , Walking on my shoes- "Depeche Mode" e The Coolest "Jaden Smith".

HHW: E para concluir, que mensagem deixas a todos os seguidores do HipHopWeb?
EL Puto Coke: Se chegaram até este ponto da entrevista e estais realmente interessados no meu trabalho, por isso, simplesmente agradeço-vos, e desejo vos uma vida cheia de boa música e o que é mais importante, plena felicidade! até breve! grande abraço!!

 

Partilhar
Google+