A conversa com Praso

  • Imprimir

"Tudo o que aqui não foi escrito, Praso encarregar-se-á de musicar."
Um dos talentos que temos na cultura do rap tuga em escanção, e já la vão dez anos, que nem o próprio havia reparado, desde que lançou o seu primeiro projecto ao publico.Fiquem atentos ao que ai vem, este produtor e mc esta a preparar o seu próximo álbum, "O caçador de sonhos".

 

HHW: A tua vontade de fazer rap iniciou se em 2002 com 'Praso Preludio' na altura sendo ainda um iniciante a que meios recorreste para gravar este projecto?
Praso: Em 2002 já tinha adquirido algum material , claro que nada como o que uso hoje em dia , na altura usava Madtracker II para fazer os beats e gravava num microfone unidirecional da akg com o software cool edit e a placa era uma audigy2, construí uma barraca de madeira dentro do quarto onde fazia as captações de voz, de resto duplicava os discos e fotocopiei as capas, todas as copias foram oferecidas .

HHW: O certo que aumentou a vontade de fazer musica e no ano seguinte surgem mais dois trabalhos da tua parte 'Praso Assistência Vol.1' e '3D 3D'. Como avalias estes trabalhos agora passado dez anos?

Praso: Dez anos..... não tinha visto desse ponto de vista (para alguns parece uma etapa) no fundo parece que foi ontem que fiz essas cenas , sem duvida que já  muito tempo que não os oiço mas para mim tem tanto significado como os mais recentes , ouvi los transporta-me para o que vivia na altura e isso é algo que não consigo extrair de outros registos , ainda bem que me exprimi em formato musical e está tudo gravado, daqui a umas décadas está tudo em estado puro e será fácil me rever no que escrevi.

HHW: Desta forma, o teu nome começou a circular no meio e apareceram convites para participações, qual destes convites te marcou particularmente?

Praso: Já tive algumas mas de facto as que me deram mais prazer foram com o pessoal que tenho trabalhado, Alcool Club, Beware Jack, Crisa , DL entre outros amigos  , talvez muitas dessas faixas não sejam do conhecimento geral , tanto como mc e como produtor.

HHW: Em 2005 o teu estúdio Artesanacto cedeu ao publico a 'Mixtape Artesanal' um registo de apenas 3 dias de estúdio  Como surgiu a ideia deste projecto?

Praso: A ideia surgiu naturalmente nessa altura passávamos os dias juntos de volta de beats e rimas dai ao download dos beat foram  apenas algumas horas ,entre directas e gravações fora de horas   compilamos tudo numa cd (para alguns) e gratuito na internet , o intuito era mesmo gravarmos uma coletania  com e para todos os amigos, graças á Internet houve uma projecção maior , pelo que sei ainda está online no site original.

HHW: De seguida,em 2007, surgiu a EP 'Focus 360°' uma produção independente, alguma vez a falta de apoios condicionou o desenvolvimento do teu trabalho?

Praso: Acredito que não ... o meu desenvolvimento como mc | produtor foi proporcional ao meu desenvolvimento como pessoa, acredito , e ,fazer tudo pelas próprias mãos desde a produção á mistura da escrita a  todos os outros factores que há a ter em atenção que se pretende lançar alguma projeto, acho que  dá outro sabor e outra visão acerca do que estamos a fazer , sem contrapartidas nem pressões realmente  faz quem gosta , editoras são ilusão , editoras trabalham para o lucro e dedicam se  ao mercado , não querem saber do valor do hip hop e no que se podia tornar senão fosse denegrido ,é apenas musica, para mim é mais que isso .

 HHW: A tua obra prima, o álbum 'Alma e perfil' foi apresentada ao publico em 2009 como foi o feedback deste trabalho?
Praso: Para dizer a verdade , o principal feedback foi virtual, através da internet ,mas nada de extraordinário, não tenho a noção se me ouvem nos mp3 , nos carros  ou na rua, isso sim era feedback , pode se dizer que também estou um bocado desviado do “circuito Hip Hop”  ou das grandes cidades, sou de Sines (Alentejo) e também nunca apostei muito na publicidade nem marketing  não acredito em videoclips  ... o que me torna também menos visível  acredito que no fim fará sentido... para mim já foi uma foi surpresa encontrar um par de criticas ao meu trabalho ,já  fez sentir que alguém para além dos meus sentiram o que fiz .

HHW: Alcool Club, como surgiu a fundacao deste projecto?
Praso: O projecto foi criado pelo Subito e Harte desde o nome ao conceito , Alcool Club , é basicamente  a junção de todos os nossos amigos que fazem rap eu produzia maioria dos beats e tinha o material , junto á vontade , foi só fazer.

HHW: O feedback deste projecto foi o que vocês esperavam?
Praso: Nunca criamos nenhum tipo de ilusão nem preocupação de ter algum feedback somos independentes e não lançámos nada enquanto grupo , as nossas musicas  estavam no myspace , mas felizmente quem gostou começou a publicar no youtube principalmente , e ai começamos a ver que entre comentários e views. Havia Gente a curtir da nossa cena.

HHW: O que podemos esperar de Alcool Cub para o futuro?
Praso: 
Não temos projectos para o futuro , vamos criando cenas quando dá , quando nos juntamos.

HHW: E o que podemos esperar de Praso a solo?
Praso: Estou a acabar um novo 
álbum “O Caçador de sonhos” , pode estar pronto este verão, ou não , quero fazer mais faixas  e ultimamente não tenho tido muito tempo para trabalhar exaustivamente no que falta , tive as primeiras musicas disponíveis para ouvir no youtube durante o ultimo ano , e agora para 2013 vou terminar e edita-lo em formato físico  independente , sem carimbos nem impostos.

HHW: Quando sair onde podemos encontrar o próximo álbum?
Praso: Só mesmo através de e-mail pelo G-mail , youtube , soundcloud , facebook , e em pessoa nos concertos etc.

HHW: Quem vai participar no “Caçador de Sonhos”?
Praso: Tenho algumas ideias para faixas com 
participações , algumas ainda por gravar, Subito, Beware Jack, Harte , Dj Thundercuts , Las Cucarachas (design), David Murray (saxofone) , Gaspar Costa (guitara) entre outros que vão se cruzando no meu caminho.

HHW: Consideras que o facto de seres produtor e um complemento a tua vertente de MC?
Praso: Sem duvida, se 
não produzisse também não tinha feito o que fiz até hoje , talvez pudesse  aprimorar uma vertente apenas , mas gosto de ambas  com a produção desenvolto um estilo próprio e no fundo é nos meus beats que me sinto mais confortável e seguindo as minhas próprias ordens .

HHW: Como avalias a situação do rap em Portugal actualmente? E em Sines,onde resides?
Praso: Em portugal acho que nunca houve tanto talento como agora , mas talvez a facilidade que é gravar, filmar e aparecer está tão á mão que  estão a  apostar mais em técnicas de marketing “pop” do que no fortalecimento da cultura que  já houve noutros tempos não muito longínquos , em Sines a cena tá fixe fazemos som entre os amigos , há mais sítios onde gravar e por ser um meio pequeno todos se conhecem todos participam duma forma ou de outra , infelizmente a nível de b-boys e dj's tá muito escasso para não dizer a 0 , há bons writters tanto em Sines como santo André e Santiago .

HHW: Que projectos recentes da Tuga merecem o teu destaque?
Praso: Se chamarmos recente ao que ouvi há pouco tempo , talvez o Keso  ex Ks-xaval , ouvi o quando apareceu e agora depois da evolução , gosto do ultimo trabalho do Beware Jack (mas desse sou suspeito) e pelo que tenho estado a ouvir ,o Blasph ao que parece vai lançar algo , pelo huqe vi , bom material...  ouvi umas cenas de um produtor , o Cálculo, não ouvi muitos mas do que ouvi ... acho que sim ,poderá marcar, o sagaz.. o single que saiu tá fixe, se o álbum seguir na mesma linha acredito que será  mais um intemporal.

HHW: Com que artistas gostarias de trabalhar/colaborar?
Praso: 
Não tenho pensado nisso não criação do meu trabalho , faço som principalmente e quase exclusivamente com amigos, é dependendo da situaçãonão gosto de fazer sons “online” , quero sentir a vibe de cada um , e isso só é possível  em carne e osso.

HHW: Podes numerar o Top 5 das musicas que andas a ouvir?
Praso: Nao faço ideia.. oiço várias cenas, principalmente o que vou samplar , algumas nem sei o nome  é me dificil elaborar um top5 de musicas , mas as ultima 5 musicas de hip hop  que ouvi
Pharoeh Monch – Let My People Go
Fashawn – Life´s a Shorty
Pharoeh Monch – Black Hand Side
2 Pac feat. Snoop Dogg – If There s A Cure For This
Promoe - Injected

HHW: Para concluir, que mensagem deixas aos visitantes do HipHopWeb?
Praso: Como mensagem final quero incentivar vos a ouvir, a irem aos concertos, a apoiar os intervenientes, e principalmente a defender os valores morais e culturais desta nossa paixão , o Hip Hop.