Sylvia Robinson, a “mãe do hip-hop”, vai ganhar cinebiografia

A produtora Paula Wagner (“Jack Reacher – O Último Tiro”) comprou os direitos de adaptação da história da vida de Sylvia Robinson, pioneira do rap que influenciou diversos outros artistas e produtora musical conhecida como a “Mãe do Hip-Hop”.
Robinson foi uma cantora de R&B (Rhythm and Blues) responsável por pelos menos dois grandes sucessos: “Love Is Strange”, hit de 1957 que ela lançou como integrante da dupla Mickey & Sylvia, e “Pillow Talk”, um funk de 1973.
Mas seu lugar de destaque na história da música se deve mais ao fato de ter sido fundadora da Sugar Hill Records, gravadora que estourou na cena musical em 1979 com a música “Rapper’s Delight”, do grupo Sugarhill Gang, o primeiro lançamento de um novo gênero musical: nada menos que o rap. Ela compôs e produziu a canção.

A Sugar Hill Records também lançou “The Adventures of Grandmaster Flash on the Wheels of Steel” (1981), de Grandmaster Flash, primeira música criada totalmente por DJ e primeiro lançamento autêntico de hip-hop, além de “The Message” (1982), de Grandmaster Flash & The Furious Five, primeiro rap consciente, com letra focada em problemas sociais.

Sylvia morreu de insuficiência cardíaca em 2011, ao 75 anos. Wagner adquiriu os direitos de seu filho, Joey Robinson, que será o produtor executivo e consultor do projeto. O filme ainda não tem cronograma de filmagem e nem data de estreia definidos.

in Pipoca Moderna

Partilhar
Google+