Rapper indiana parodia Nicki Minaj e acusa multinacional de contaminação por mercúrio

"Kodaikanal não vai desistir até vocês fazerem reparações". A mensagem da rapper indiana Sofia Ashraf é direta e reta, colocando em pauta um caso de contaminação de mercúrio esquecido por 14 anos.
Criado a partir do hit 'Anaconda', de Nicki Minaj, o rap 'Kodaikanal Won't' acusa a empresa Unilever de ter deixado de lado o caso de poluição tóxica na região, que ainda sofre as consequências.
A história iniciou anos atrás, quando a subsidiária da Unilever na Índia, Hindustan Lever, aguçou a ira de ativistas após abandonar uma fábrica de termômetros na região.
Os produtos eram exportados para EUA e Europa e, por volta dos anos 2000, a indústria foi fechada devido a pressões por parte do Greenpeace e grupos de interesse. Os operários na época haviam se queixado de problemas de saúde.

 

De acordo com o New Indian Express, o fechamento foi consequência das acusações de que a empresa vendeu vidros contaminados com mercúrio para um comerciante de sucata. Foram extraídas 300 toneladas de lixo tóxico, porém, aparentemente muito foi deixado para trás.
A batalha local continua desde então, mas ganha força com a música de Sofia que pede assinaturas em uma petição online em suporte à causa.  
Até agora não houve resposta da Unilever para o vídeo, que ja viraliza nas redes de todo o mundo. 
 A multinacional questiona o relatório da Community Environmental Monitoring, ONG que alegou ter encontrado “níveis elevados de mercúrio tóxico na vegetação e sedimentos recolhidos na vizinhança” da fábrica de Kodaikanal.

in Yahoo!

Partilhar
Google+