Hip hop, rock e poetas de karaoke

Sam The Kid

Senadores, aspirantes a estrelas e alguns dos no-mes de peso da música nacional. A rentrée promete
David Gilmour não quer falar dos Pink Floyd e Keith Richards só espera pela nova digressão dos Rolling Stones para voltar à estrada. Com Richards em vantagem na quilometragem - tem 71 anos contra os 69 de Gilmour - agora o duelo entre os dois mais famosos guitarristas ingleses é feito a solo. Gilmour tem Rattle That Lock a chegar e Richards o seu terceiro disco a solo, Crosseyed Heart, pronto para ser ouvido. Mas há mais.

Foi há dez anos que Sam the Kid conseguiu o seu maior sucesso - praticamente - e agora pode estar a chegar um novo disco, desta vez assinado a meias com Mundo Segundo, dos Dealema. Mas também é o verso mais conhecido do rapper de Chelas que melhor resume a rentrée deste ano. Sim, haverá mais hip hop - depois do anúncio da candidatura à presidência, Kanye West deve lançar Switch antes do final do ano -, mais rock, com Gary Clark Jr. e Jack White e os seus Dead Weather à cabeça, e também quem se prepare para interpretar canções de outros - em Ultraviolence Lana del Rey cantou The Other Woman, agora em Honeymoon, que deverá ser lançado no próximo dia 18, seráDon"t Let Me Misunderstood a canção de Nina Simone a entrar no disco.

The Story of Sonny Boy Slim será o sucessor de Blak and Blue, o disco de estreia que transformou Gary Clark Jr. de aspirante a estrela nos blues em estrela de festivais de verão. Jack White, que ainda no ano passado editou Lazaretto, também está de volta, mas desta vez com companhia de luxo: Alison Mosshart, vocalista dos Kills, Dean Ferita, dos Queens of The Stone Age, e Jack Lawrence, dos Racounteurs, voltam a reunir-se para novo disco dos Dead Weather. "Acho que fizemos um disco incrivelmente pesado e negro", disse Mosshart à Entertainment Weekly. Mas certeza só mesmo a 25 de setembro.

in DN

Partilhar

Artigos Relacionados

Google+