Presidente Kanye West? Rapper vai aos prémios MTV anunciar a candidatura

A política chegou aos prémios Video Music Awards da MTV. Kanye West, ao receber o prémio Michael Jackson, anunciou que vai concorrer às eleições para a Casa Branca em 2020. “Será que ele fumou alguma coisa? Sim, enrolei uma cena para me acalmar”, acrescentou o rapper.
Kanye West voltou a ser o grande protagonista dos prémios Video Music Awards da MTV, seis anos após ter interrompido o discurso de Taylor Swift.

Foi precisamente após a cantora de ‘Bad Blood’ (que, já agora, foi distinguido como vídeo do ano) ter entregue ao rapper o prémio Michael Jackson (o qual distingue o vídeo mais vanguardista) que o também produtor e estilista assumiu a faceta política.

“Como provavelmente já terão adivinhado, decidi candidatar-me à Presidência em 2020”, anunciou Kanye West, após um longo discurso em que falou de quase tudo e ainda mais alguma coisa.

Certo é que, se chegar àCasa Branca, o rapper vai trabalhar em prol da legalização das drogas: “Vocês devem estar a pensar ‘Será que ele fumou alguma coisa antes de vir para aqui?’ A resposta é sim, enrolei uma cena para me acalmar”.

 

O discurso foi tão longo que Kanye West aproveitou para pedir desculpas a Taylor Swift (a grande vencedora da noite) pelo incidente de 2009, que justificou alegando que ‘FutureSex/LoveSounds’, de Justin Timberlake, seria umvencedor mais justo.

“Sabem quantas vezes é que a MTV anunciou que a Taylor iria entregar-me o prémio? Vai dar-lhe mais audiência”, admitiu ainda o músico, insistindo nas críticas: “Ainda não percebo as cerimónias de prémios. Não percebo como escolhem cinco pessoas que trabalharam toda a vida, venderam discos, venderam bilhetes, para pisarem uma passadeira e serem julgadas pela primeira vez e terem a oportunidade de ser consideradas perdedoras”.

Embora a corrida à Casa Branca esteja marcada para 2020, Kanye West aproveitou para deixar algumas promessas: “Estou disposto a morrer pela arte, por aquilo em que acredito”.

 

Mas o marido de Kim Kardashian não foi o único rapper a causar polémica: Nicki Minaj subiu ao palco para assinalar as pazes com Taylor Swift, depois de uma discussão nas redes sociais sobre as nomeações, mas atacou a apresentadora, a também polémica Miley Cyrus.

in PTJornal

Partilhar

Artigos Relacionados

Google+