RealPunch, Capicua e Deau no Bafo do Baco [2013-01-19]

Ora que posso eu dizer acerca do ótimo concerto que houve em Loulé, no Bafo de Baco?
Posso começar por dizer que para quem não foi, as fotos que se seguem não demonstram nem metade do que se sentiu naquela noite!
Posso ainda acrescentar, que estava um frio de rachar pedras e uma chuvinha miudinha irritante mas que nem isso impediu muito boa gente de ir e encher a casa e de se divertir muito.
E ainda posso resumir toda uma noite em duas palavras: "Impe Cável"!

Agora um pouco mais detalhadamente:

 

O início da noite esteve a cargo do Dj Gijoe nos pratos, a rodar aqueles sons quentinhos e bons. Lá para a meia-noite e picos o Dj RandyOne foi dar uma "ajuda" e também mostrou um pouco do que sabe fazer, entretanto, Kristóman soube ao palco, a fim de fazer as honras da casa; falou um pouco com o público presente, sempre numa espécie de stand up muito característico dele e assim desta forma abriu alas para o que viria a seguir.

Primeira parte: RealPunch & Seus Convidados - até que podia ser este o nome dado, pois enquanto ele ia soltando as faixas do seu último EP #FromHellgarveWithLove, entre outros sons, foram surgindo em palco nomes como: Pratico & Yo Cliché - Sagespectro, Reflect, Mascote, Generic e claro, o Kristóman também foi dar um ar da sua graça.

Os dois pontos altos nesta parte do concerto? 
O som: Passas do Algarve, que levou toda a gente a cantar o refrão "Eu estou a passar as Passas do Algarve!"e a repetir as palavras pela noite fora, mas principalmente, quando o Prático prestou uma sentida homenagem ao saudoso Deejay Del Monteez (poderão vê-la aqui)

Segunda parte: Logo assim que o RealPunch saiu de cena e antes que o frio se instalasse, foi a vez de mostrar do que é feita a MC Capicua, que se fez acompanhar pela M7 e pelo Dj D-One. E antes de dar inicio ao seu show, que posso afirmar foi muito bom, a Mc fez uma introdução bastante peculiar, onde contou as desventuras que sofreu a caminho de Loulé.

Os dois pontos altos nesta parte do concerto?
Primeiro foi quando a Capicua sacou de umas cuecas e falou do rap como sendo uma "gaja" que se leva para o quarto (ou pelo menos foi assim que eu entendi) e o segundo foi uma punch que lançou num acapella, a qual fez soltar os mais diversos aplausos, urros e assobios...

Terceira parte: Deau sobe e leva a casa ao rubro! Após isto, Kristóman volta ao palco e com o Deau "partiram" o que ainda restava do Bafo de Baco.

Ponto alto nesta parte?
Para além do que já referi acima, foi quando o Deau bateu uma salva de palmas pelos rappers algarvios.
Enfim e em jeito de conclusão, foi sem dúvida alguma uma noite onde ninguém passou as passas do Algarve, porque boas rimas e bons sons não faltaram para encher a barriguinha a toda a gente ;-)

 

Partilhar

Artigos Relacionados

Google+