Expeão no Plano B [2013-06-09]

A expectativa é elevada para o regresso de Expeão, desta vez com “Os Infiltrados” para apresentar à Invicta o álbum “O fim de todas as estradas”.
Depois de uma passagem por Lisboa, Rui Pina está à vontade no meio dos amigos e bem no coração do Porto, interage com o público e começa por apresentar a banda: Guito Maldiva no baixo, Miguel Azevedo na guitarra, Tiago Pintus na bateria e Sérgio Alves nas teclas.
Desde o início do concerto que se sente o rock. Apesar do percurso do Expeão como MC, notam-se as raízes do hard-core de outros tempos…
Expeão, enquanto vira o boné para trás e arranja um banco para se sentar, apresenta “Poeta Falhado”, 2º single do álbum, em que canta junto ao excelente teclista que o acompanha. Algures no meio do público ouve-se dizer “Esta música faz-me chorar…”, todos param e se deixam envolver no ambiente intimista.

Depois de perguntar ao público se “gostaram desta balada?”, ouve-se um “sim” colectivo, e voltamos rapidamente ao rock.
Segue-se “Bairro” e “Terra Sangrenta”, entre muitos outros temas que efectivamente colocam Expeão numa nova rota musical e artística.
“O teu amor por mim”, tema single deste álbum, põe o público a cantar. Com alguns problemas técnicos à mistura, o concerto termina com “Tiro no escuro”.
Surpreendente também é a qualidade dos músicos que o acompanham, os “Infiltrados”.

Reportagem: Francisca Lacerda
Fotografia: Pycos

 

 

Partilhar
Google+